Karma e mesa

O feliz proprietário do restaurante Santhé Villa Gourmet, Fernando Baltazar ao lado de sua Eliana
Foto: Alberto Wu

O sommelier da 68 La Pizzeria Allan Kardec e o jornalista Lair Rennó em agradável tarde em Lourdes
Foto: Paulo Navarro

Karma e mesa
Uma reflexão para o fim de ano: "A palavra karma tornou-se popular em nosso vocabulário, mas poucos sabem do que estão falando". Geralmente ela vem num sentido negativo, como "cruz", "punição", "fatalidade", "vingança dos céus e do destino". "Alguns acreditam que é uma dívida de sofrimento, outros acreditam ser uma expressão de cunho religioso. Mas, na verdade, essa palavra expressa outra coisa.

Mesa e Banho
Essa palavra que até lembra outra mais agradável e saborosa, aquela que forma o "kama sutra", vem do sânscrito e expressa uma lei mecânica cruel, justa e certeira, o que vai, volta: a lei de causa e efeito. "Tudo tem um por quê: nem uma simples folha cai da árvore por acaso.

Banho e escova
Se um convidado, bem trapalhão, gente boa, ladrão ou não, bateu na sua porta é porque você convidou, ou seja, se uma determinada situação aconteceu na sua vida, é porque você chamou". Há controvérsias. Às vezes você chama uma lebre, vem um gato ou um lobo em pele de cordeiro.

Escova em chamas
Como diz o ditado árabe, acredite em Alá, mas amarre seu camelo! Acredite nas pessoas, mas não seja um crédulo, muita gente passa anos dormindo com o inimigo. Muito menos pessoas sensatas tem o insano hábito do convidar serpentes para o chás das cinco. No fundo é ação e reação. Não acaricie um gato em chamas, principalmente se você jogou gasolina nele. No final das contas, gentileza gera ou deveria gerar gentileza. No frigir dos ovos cozidos, trate o próximo como gostaria de ser tratado.

Curtas & Finas
* Soluções e saídas para o desemprego, pelo menos às sextas-feiras: "Se alguém estiver precisando de emprego me procure porque hoje eu vou dar trabalho!".

* Procura-se: Gente que não vale nada. Motivo: Cabe no meu orçamento.
Do fotógrafo Paulo Giandalia, em São Paulo: "Eu bebo sim, estou vivendo. Tem gente que não bebe e está morrendo!".
Por que esta nostalgia de carnaval? Porque cientistas descobriram agora que o álcool faz com que idosos que bebem tenham menos doenças mentais que idosos não bebem...
Quando publicarem que carne vermelha traz paz de espírito, eu vou rolar de rir de quem comeu quiabo gosmento à toa todo esse tempo!