Gordura localizada: mitos e verdades

A gordura localizada incomoda muitas pessoas, seja por aspectos de saúde ou estéticos. Segundo dados do Ministério da Saúde, 40% dos brasileiros estão acima do peso e apresentam uma “barriguinha” que é fator de risco para o surgimento de muitas doenças. Eliminar essas gorduras não é tarefa fácil para muitos.

A gordura localizada está presente na vida de homens e de mulheres. O que difere em ambos os sexos é a distribuição dela pelo corpo. Nas mulheres, concentra-se na parte inferior do corpo, principalmente nos quadris (culotes), flancos, bumbum e porção inferior do abdome. Nos homens, o principal local é o abdome. Características genéticas e hormonais podem ser algumas das causas.

Quando o assunto é gordura localizada, existem muitos mitos que rondam o assunto. Veja alguns deles e saiba o que fazer ou não fazer para tratá-la :


-Fazer atividade física com plástico filme reduz a gordura localizada? 
 Não. Não traz nenhum resultado para o tratamento da gordura localizada. Apenas aumenta a sudorese (suor) e elimina líquido, por isso a pessoa tem a sensação de estar menos inchada.

-Existem cremes que prometem eliminar gordura localizada. Eles funcionam? 
 A maioria não cumpre o que promete. Alguns desses produtos podem ser utilizados com melhores resultados se aliados a um tratamento como dietas, exercícios físicos ou até mesmo sessões com equipamentos tecnológicos.

-Algumas pessoas preferem injetar sustâncias no corpo para eliminar gordura rapidamente. Quais os perigos disso?
É comum muitas pessoas recorrerem a medicamentos proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para conseguirem eliminar gordura localizada sem muitos esforços. É muito importante a pessoa estar atenta aos sérios efeitos colaterais. Se mal realizada, tratamentos como a mesoterapia podem trazer sérias complicações para a pessoa com o surgimento de roxidão na pele, necrose, infecção, manchas, reações alérgicas e até choque anafilático. Por isso, qualquer procedimento, muito ou pouco invasivo, deve ser acompanhado por um profissional capacitado e de extrema confiança.

-Massagens redutoras ou drenagens linfáticas funcionam? 
As massagens são boas aliadas no tratamento de gordura localizada, mas devem ser feitas juntamente com uma dieta e exercícios físicos. A massagem redutora contribui para um modelamento e enrijecimento da pele. Já a drenagem linfática retira os líquidos acumulados entre as células e os resíduos metabólicos, sendo drenados para o sangue por meio da circulação. Essa técnica estimula a regeneração dos tecidos, melhora o sistema imunológico, combate a celulite além de melhorar a ação anti-inflamatória do organismo.

-Após fazer lipoaspiração, a pessoa pode voltar a ter gordura localizada?
Sim. As células de gordura em locais onde não foram lipoaspirados podem aumentar de tamanho, compensando a falta das gorduras retiradas do corpo.

-Quais as técnicas mais avançadas de combate à gordura localizada atualmente?
Ultrassom microfocado é uma das tecnologias mais modernas e avançadas no combate à gordura localizada. Ele age com a tecnologia de micro efeito térmico (MMFU), que provoca a coagulação sanguínea, auxiliando no processo de cicatrização de feridas do sistema imunológico do corpo e ativando a produção de colágeno. Outros procedimentos como criolipólise, radiofrequência, infravermelho também são procedimentos que geram bons resultados. O ideal é que todos eles sejam aliados a uma dieta e à prática de exercícios físicos.